7 de jun de 2010

Joanesburg - Primeiros dias


"Quero compartilhar minhas impressões nesses quatro dias de Joburg.
As diferenças são gritantes... No percurso aeroporto - acampamento, isso é muito visível, são vários condomínios fechados, parecem fortalezas... A sensação é que os africâners se protegem dentro dos condomínios. Internet aqui não é acessível, é artigo de luxo! Amigos, precisamos valorizar nosso país!
Na quinta-feira fomos ao treino da seleção brasileira, meu Deus, vocês não imaginam o que aconteceu... Fomos cercados pelos sul-africanos dentro do estádio por causa do nosso uniforme verde e amarelo, eles simplesmente amam o Brasil e os brasileiros... De repente, as coisas saíram do controle e aqueles homens, mulheres e crianças; estavam desesperados tirando fotos... Enquanto nossa equipe ainda tentava entender o que acontecia, eu, sentada na arquibancada do estádio, chorava e o Espírito Santo gemia... Uma dor. Orava em línguas alheia a tudo. Tivemos que sair do estádio escoltados pela polícia até o ônibus. Estávamos em um bairro negro, Soweto. Nunca vou esquecer aqueles rostos. Nossos seguranças ficaram desesperados. É, pra andar em Joburg é preciso seguranças. Vou enumerar algumas delas: podíamos ter sido linchados, alguém da nossa equipe podia ter sido sequestrado e nunca mais o veríamos; uma de nós mulheres poderia ter sofrido algum tipo de abuso... Em sua maioria eles são pessoas maravilhosas. Entre essas pessoas existem algumas pessoas mal intencionadas como no Brasil e como qualquer lugar no mundo! Quando as pessoas acenam pra nós nas ruas, não podemos retribuir na maioria das vezes, porquê nunca se sabe o que pode desencadear um conflito. Têm a ver com as etnias africanas, com a história do povo africano. Isso tudo é consequência de anos e anos de ódio e conflito racial. Os zulus querem revidar toda humilhação, vergonha e sofrimento que sofreram; na mesma moeda: violentamente!
Desde que chegamos já houve dois ataques de xenofobia. Não podemos tirar fotos da cidade, a menos que não haja ninguém passando... Isso também pode gerar conflitos!"
Carmen

By
Paulinha
Com carinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário